Ouça a Latina Brasil! Estamos ao vivo 24h por dia.

Há pouco mais de uma semana, o porto-riquenho Bad Bunny causou alvoroço com a participação no WWE Royal Rumble, um dos eventos de luta livre profissional. No evento, o artista cantou Booker T (presente no álbum El Último Tour del Mundo), canção sobre o ídolo do WWE, que também subiu ao palco. Depois, durante o espetáculo das lutas, Bad Bunny acabou se envolvendo em uma delas.

Um relatório publicado no dia 6 de fevereiro revelou que o coelho mal está em um ‘centro de treinamento’ de luta livre, na Flórida, se preparando para uma luta ao lado de Booker T, onde enfrentarão John Morrison e Mike ‘The Miz’ Mizanin.

A luta marcada aconteceu porque, durante o evento no Royal Rumble, o cantor acabou entrando em uma rixa depois que The Miz destruiu o set de DJ. Assim, Bad Bunny distraiu Morrison e The Miz durante a luta deles, o que fez com que ambos fossem eliminados.

Você também pode gostar:
Latin American Music Awards ganha data oficial
Los Dioses conquista estreias em cinco charts
Lauren Jauregui fala sobre novo álbum e DNA latino

Na segunda-feira (08), o artista ainda apareceu no WWE Raw para atiçar a rivalidade criada ao interromper uma luta de Damien Priest x Angel Garza, já que este último é um dos aliados de Morrison e The Miz. .

Ou seja, parece que Bad Bunny está bem envolvido nos eventos da WWE. Ele não é a única celebridade que já passou pelas lutas livres. Ben Roesthlisberger, Myke Tison, Snoop Dogg, Shaquille O’Neal e The Rock são alguns nomes que já “provocaram” e lutaram nos eventos.

Aliás, Bad Bunny é o responsável por uma das imagens mais compartilhadas entre o público do WWE nas últimas semanas:

Bad Bunny Wwe GIF - BadBunny Wwe BookerT GIFs

É tudo de verdade?

O WWE é um esporte que combina artes marciais com movimentos coreografados e um tanto de teatralidade. Sob críticas de “luta de mentirinha”, as lutas são pré-determinadas, com golpes já combinados, mas engana-se quem acha que “não tem graça”. A luta livre é um verdadeiro espetáculo e seus atletas, que são personagens, possuem anos de treinamento e sabem golpear e cair da maneira correta, justamente para ninguém se machucar – embora, raramente, isso aconteça.

A luta livre não pode ser comparada com o MMA, por exemplo, mas deve ser vista como um esporte real, de qualquer maneira. É uma luta de puro entretenimento, midiática, com roteiro mas também com verdadeiros lutadores que possuem um treino de nível altíssimo de boxe e jiu-jitsu, por exemplo.

A luta livre é um esporte que combina artes marciais com movimentos coreografados e um tanto de teatralidade. Críticos dizem que é “luta de mentirinha” já que as lutas são pré-determinadas, ou seja, com golpes já combinados para que ninguém saia ferido – ainda que, raramente, isso aconteça. Devido a anos de treinamento, os lutadores sabem receber golpes e a maneira correta de cair, por exemplo, sem se machucar. Ou seja, a luta livre não deve ser comparada com o MMA, por exemplo, mas deve ser vista como uma luta de entretenimento, mediática, que tem seu roteiro mas também lutadores de verdade, que treinam e sabem lutar, é uma experiência única de entretenimento esportivo.

Compartilhe:

4 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.