Ouça a Latina Brasil! Estamos ao vivo 24h por dia.

Não é novidade que a música latina tem conquistado diversos cantos do mundo ao longo do tempo. Se antes tínhamos poucas vozes que representavam as sonoridades latinas, hoje há diversos expoentes em todos os segmentos musicais latinos.

No último ano, a música latina dos Estados Unidos teve um crescimento impulsionado quase que completamente por streamings. As informações são do relatório da RIAA.

O mercado latino cresceu 18% em 2018 e arrecadou cerca de 413 milhões de dólares, impulsionado por um crescimento de quase 50% nas receitas de assinaturas pagas, diz o relatório. Os streamings representam 93% do total de receitas de música latina, comparado com 75% do mercado global de música dos EUA. Além disso, a música latina foi responsável por 4,2% do total de música consumida nos EUA, um aumento pequeno contra os 4% em 2017.

Os responsáveis por esse crescimento são mencionados no relatório. J Balvin, Daddy Yankee, Karol G, Ozuna, Rosalía, Luís Miguel, Bad Bunny e Sofia Reyes são os que ganham destaque no documento. Assinaturas pagas de serviços de streamings como Spotify Premium, Apple Music e Amazon Unlimited cresceram 48%, tornando-se os maiores impulsionadores no crescimento de música latina e 58% de música latina-americana.

Por outro lado, as vendas de música latina baseadas em unidades físicas e digitais continua diminuindo. As vendas de downloads digitais caíram 23% no último ano e as receitas de vendas nos EUA tiveram uma queda de 63% em relação a 2017.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.