Ouça a Latina Brasil! Estamos ao vivo 24h por dia.

Em maio, daqui a pouco mais de um mês, acontece a final da Eurovision – uma competição anual de música que junta participantes de diversos países. Na verdade, a competição mais importante do mundo da música. ABBA e Celine Dion foram alguns dos vencedores (1974 e 1988, respectivamente).

Recentemente, Madonna foi anunciada como atração do encerramento do concurso, marcado para o dia 18 de maio (a competição começa dia 14 do mesmo mês) em Israel. Quem acompanha a Rainha do Pop sabe que ela está trabalhando em um material novo com parcerias inéditas – o destaque aqui vai para Anitta e Maluma.

Leia também:
Maluma e Madonna: saiba os detalhes da colaboração

Isso quer dizer que pelo menos uma música inédita a cantora vai apresentar na ocasião. Agora, os boatos são de que ela tem a intenção de levar Anitta e Maluma para sua performance especial. Claro que se tratando de Madonna a gente já pode esperar uma apresentação icônica e, quem sabe, polêmica.

A cantora mantém seu próximo álbum a sete chaves e com muito mistério – provavelmente para evitar o vazamento do material como aconteceu com Rebel Heart, seu último disco. Entretanto, os CSIs do pop apostam em um material político, desprezando as políticas do presidente dos EUA, Donald Trump, e convidando artistas de diversos países. Aí entra a importância de Maluma e Anitta na participação no novo álbum . Há pouco tempo, Israel tomou decisões severas contra os refugiados do país – logo, Madonna pode tocar nesse assunto.

Entretanto, parte dos fãs da cantora não está feliz com a notícia. Na última quarta-feira (10), os fãs pediram um boicote ao Eurovision pela escolha do país para a final do campeonato e pediram para que Madonna não se apresente. Porém, a definição do local de apresentação da final do Eurovision 2019 tem relação com a vencedora da edição anterior. No ano passado, a cantora israelense Netta Barzilai venceu a competição, e por isso, a final da edição atual acontecerá no país de Netta.

Nas redes sociais, usuários subiram a hashtag #BoycottEurovision2019 e comentaram sobre a “incoerência de Madonna em se apresentar no país” depois de pedir paz quando os bombardeios de Israel atingiram crianças palestinas, em 2014.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.