Ouça a Latina Brasil! Estamos ao vivo 24h por dia.

Nesse domingo (30), Bad Bunny surpreendeu os fãs mais uma vez com o lançamento de Compositor del Año. Disponibilizada no SoundCloud, como fez no começo do ano com a canção tributo à Kobe Bryant, é um freestyle.

Para entender

Em julho, o ASCAP Latin Music Awards 2020 premiou Bad Bunny como Compositor do Ano. Muitas pessoas, inclusive artistas como Ángela Mayer, criticaram a decisão da organização. A discussão nas redes sociais apontava para as letras machistas, além das onomatopeias – característica do trap music. Como exemplo, um trecho da música Safaera foi muito compartilhado, onde ele objetifica e menospreza a figura de uma mulher

A música

Sem avisar, Bad Bunny lançou Compositor del Año para chamar atenção aos “assuntos que realmente importam”. Criticando aqueles que o criticaram, o porto-riquenho diz que as pessoas “brigam porque me deram Compositor do Ano, mas não pelo que importa”. Racismo, imigração e outros temas são alguns dos quais o cantor se refere

Você também pode gostar:
De La Ghetto explica porquê ‘Los Chulitos’ é o melhor álbum da carreira
Thalía eleva o nível em ‘La Luz’ com Myke Towers
Santería: ode à união entre mulheres com Lola Índigo, Danna Paola e Denise Rosenthal

Com um sample de Tutti Frutti, clássico dos anos 90 pelo cantor Little Richard, o coelho mal diz que 2020 é um péssimo ano. “É 2020 e racismo é pior que COVID / Um homem negro com arma é criminoso, mas se ele é branco, é um hobby”, canta. “Há coisas mais importantes do que sentar para criticar as conquistas de um artista. Há coisas mais importantes como brigar pelos direitos dos imigrantes”.

Compartilhe:

1 Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.