Ouça a Latina Brasil! Estamos ao vivo 24h por dia.

Manuel Velasco, marido de Anahí desde 2015, foi governador da cidade de Chiapas, no México e agora está sendo acusado de desviar milhões de dólares durante seu mandato. Se alguns fãs da mexicana já não gostavam muito do cônjuge, já que, para eles, Anahí deixou a carreira de lado para se “dedicar ao casamento”, agora muito menos.

Leia também:
Christian Chávez, ex-RBD, revela boicote em sua carreira após ter se assumido

Segundo a revista People en Español, o desvio partiu de um programa social para ajudar mães solos sem condições de criar seus filhos sozinhas, ou seja, da Secretaria de Empoderamento de Las Mujeres (SEDEM). Essa secretaria, no caso, tinha mais de 20 contratos com empresas fantasmas. Foram cerca de 35,5 milhões de dólares desviados de cofres públicos, o que fez com que a investigação começasse.

Em defesa, Velasco entregou uma caixa de documentos à promotoria a fim de provar sua inocência, entretanto, a maioria dos documentos eram apenas fotos já publicadas em sua conta do Instagram inaugurando obras para a população. Um dos promotores, no entanto, concedeu perdão ao político em junho, alegando que não foram encontradas provas suficientes contra Velasco. A imprensa mexicana especula que o perdão foi dado pois o político pode concorrer a um novo cargo em breve.

Tratando-se de Anahí, seus fãs tem pedido alguma posição da artista, que se mantém em silêncio desde que a investigação começou. Sua última movimentação nas redes foi no começo do mês de julho. Já de seu marido Velasco, foi em abril.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *